sexta-feira, 10 de julho de 2009

Bandeira Branca

Bandeira Branca


Abaixem as armas,
Abaixo a violência,
Ponha as mãos na sua consciência!

A delinqüência torna-se banal
Propagando a violência
Através do ato criminal.
Nesta guerra entre policia e ladrão
O escudo somos nós...
O “Zé Povinho” este indefeso cidadão.
Não existe proteção
Dentro de casa ou fora do portão
As ruas foram tomadas
Por este trágico mal;
Do tráfico das drogas
Da ameaça prometida...
Daquela bala perdida
Que atinge a inocência
Em qualquer camada social.

Bandeira branca amor
Não chore mais...
Rogaremos pela paz,
Por nossa juventude
Façamos da palavra a nossa atitude,
Vamos proteger as nossas criancinhas.

Abaixem as armas,
Abaixo a violência,
Ponha as mãos na sua consciência!



Cesar Moura

Nenhum comentário:

Postar um comentário